24 de janeiro de 2013

Teatro

“ Macbeth ” no Chapitô



O Hardmusica falou com o encenador John Mowat, que, com esta peça, procura apresentar o lado cómico da tragédia, e que considera que apesar de ser a peça mais curta de Shakespeare, é “uma peça forte e muito visual que pode ser interpretada de várias formas”.

Mowat que está na Companhia do Chapitô desde 1998, e tem cerca de 12 semanas para encenar e apresentar ao público as escolhas da companhia, diz que “é uma sorte poder trabalhar assim, porque descobrem-se sempre novas coisas, com as experiências.

Com apenas três actores, Tiago Viegas, Jorge Cruz e Ricardo Peres, é construída esta nova versão de “Macbeth” e estes três actores dão vida a todas as personagens da peça.

Tiago Viegas, afirma que esta situação não traz qualquer confusão ao público uma vez que “tentamos desmultiplicar, em palco, personificar algo do personagem mesmo que seja a energia.”.

Tratando-se de uma tragédia, quando questionado pela abordagem cómica que esta versão apresenta, Tiago Viegas diz que “esta é a linguagem que a companhia sempre adoptou, além de que a comédia tem o poder de desmistificar alguns assuntos”.

Valorizando a comunicação através do gesto e da imagem, quebrando as barreiras linguísticas, José Carlos Garcia, director artístico da companhia, avalia esta estreia como uma “peça radifónica” e faz também uma “comparação aos dias de hoje”.

“Macbeth” é uma peça que fala do desejo de vingança, de ambição e dos jogos para alcançar o poder, tendo sido escrita por volta de 1605.

A peça estará em exibição de quinta a domingo pelas 22:00, até ao dia 17 de Março.

Nenhum comentário:

Postar um comentário