30 de janeiro de 2013

« tanto se fala dos * barões * ou * senhores * da guerra e da droga , mas fala-se muito menos , ou nada , dos * barões * ou * senhores * k vivem presentes no nosso quotidiano.
kem fala dos * barões * ou * senhores * da política , do fado , da televisão , da farmacêutica , da violência domêstica , das autarquias , do teatro , do cinema ,da cultura em geral , enfim , de tantos outros setores de ativ...
idade k vão impondo as suas regras de jogo perante o gaudio e a passividade de um povo , tantas vezes , interveniente e conivente com esses * barões * ou * senhores *.
reconhecer o valor de muitos intervenientes na vida social é uma coisa , outra é alimentarmos a sede de poder , a ambição desmedida e o atropelo sistemático k esses , supostamente , * poderosos * tentam e vão conseguindo impor aos mais desprotegidos.
conheço particular / e relativamente bem , a realidade do cinema , da televisão e / ou do fado , meios onde gente de muito valor e qualidade , tem tantas vezes , k se deixar subjugar pelos * barões * e * senhores * do meio.
tudo gira à volta da vontade e dos interesses desses gigantes da hipocrisia e da ignomínia social ...
( e mais não digo , por agora )

Nenhum comentário:

Postar um comentário