3 de janeiro de 2013

- Gastronomia: Mirandela dá a provar bombons e gomas de azeite
 
O concelho de Mirandela vai adoçar os primeiros dias do novo ano com bombons de azeite que prometem engrossar o rol de atractivos da fileira de um dos mais importantes produtos agrícolas transmontanos.
Mirandela dá a provar bombons e gomas de azeite
               
A quem a nova proposta causar estranheza, o presidente da Câmara, António Branco, garante já ter provado e que "são bastante bons" estes novos bombons e gomas de azeite que o VIII Festival de Sabores de Azeite Novo vai dar a provar durante a próxima semana, em Mirandela.
A iniciativa dedica um dia a demonstrar que "o azeite é dos produtos que melhor liga com o chocolate" e que desta relação estará prestes a surgir uma nova área de negócio, segundo adiantou o autarca, que é também presidente da Associação de Olivicultores de Trás-os-Montes e Alto Douro (AOTAD) e responsável pela organização do festival.
O processo de comercialização dos bombons e gomas de azeite está a ser iniciado e em breve quem visitar Mirandela poderá encontrar sobretudo nas lojas da frente ribeirinha do rio Tua o novo atractivo entre aquele que é considerado o ouro transmontano no estado líquido original e a famosa alheira.
Os bombons são, segundo o autarca, apenas uma demonstração de que "é possível utilizar azeite, que é mais saudável que outro tipo de gorduras, em qualquer produto de pastelaria, desde musses a bolos" e desafia quem trabalha na área a experimentar.
Um exemplo que apontou é o da Escola de Hotelaria de Mirandela, onde "não se utilizam margarinas, só se utiliza azeite em todas as vertentes, seja na pastelaria, seja na cozinha tradicional".
As pastelarias e restaurantes da cidade associam-se também a este festival com menus à base do produto, onde não faltam as tradicionais torradas de azeite, outrora presentes nos pequenos-almoços transmontanos.
       
O festival é uma mostra das potencialidades e do valor que a fileira tem já no concelho, com produtos que vão da gastronomia à cosmética ou ao sabão de azeite utilizado antigamente para lavar a roupa e que está a regressar às lojas locais.
O concelho de Mirandela é o que produz, segundo aquele responsável, mais azeite em bruto na região transmontana, a segunda maior produtora portuguesa, a seguir ao Alentejo.
A associação do sector contabiliza 24 lagares neste concelho, que trabalha todas as vertentes do produto, desde a produção à transformação e comercialização.
Mirandela tem-se destacado também, nos últimos anos, no mercado mundial, com várias marcas locais de azeite a arrecadarem prémios internacionais de qualidade.
Valorizar e chamar a atenção para a importância deste produto é o propósito do festival que decorre entre domingo e 13 de Janeiro, com especial atenção para os mais novos, tendo programadas várias iniciativas junto das escolas, assim como visitas a lagares da região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário