8 de janeiro de 2013

Escola Superior de Teatro celebra 175 anos a homenagear Manoel de Oliveira

A Escola Superior de Teatro, em Lisboa, assinala, quinta-feira, 175 anos de existência, com uma homenagem ao realizador Manoel de Oliveira, por ajudar a divulgar o trabalho dos atores do teatro, disse à Lusa o seu presidente, António Lagarto.
Escola Superior de Teatro celebra 175 anos a homenagear Manoel de Oliveira
Manoel de Oliveira será distinguido com a medalha de mérito do Instituto Politécnico de Lisboa, à qual pertente a Escola Superior de Teatro e Cinema (ESTC).
"O teatro não é das artes mais fáceis de viajar, mas é graças a Manoel de Oliveira e ao seu cinema que os nossos atores de teatro são conhecidos no estrangeiro. A medalha de mérito é um agradecimento pelo seu interesse", referiu António Lagarto.
O realizador, de 104 anos, não deverá estar presente por razões de saúde, mas a medalha será entregue ao actor Luís Miguel Cintra que, na sessão comemorativa, falará sobre a relação entre teatro e cinema, na obra de Manoel de Oliveira.
   
"Esta é uma celebração pela vitalidade de Manoel de Oliveira, que tem quase a idade do cinema", sublinhou António Lagarto.
Além de Manoel de Oliveira, o Instituto Politécnico de Lisboa irá ainda atribuir a medalha de mérito a uma personalidade da área do teatro, cujo nome só será divulgado na quinta-feira.
O presidente da ESCTC lembrou que a Escola de Cinema, por seu lado, cumpre 40 anos, mas a data só será assinalada na primavera.
Com 175 anos de existência, a Escola Superior de Teatro "não tem sentido o peso da idade", pela tentativa de renovação do ensino artístico: "Desde que nos mudámos da rua dos Caetanos [em Lisboa] para um edifício novo [na Amadora], parece que a escola foi criada há dez anos", referiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário