18 de dezembro de 2012

Cinema

“ Aniki Bobó ” estreou há setenta anos


"Subversivo, "imoral", "verdadeira monstruosidade" foram com estes e muitos outros adjectivos do género que os bons costumes de então decidiram classificar o filme “Aniki Bobó” do jovem realizador de 34 anos Manoel de Oliveira.

Aliás o mesmo tinha acontecido aquando da apresentaçãodo documentário “Douro, faina fluvial” que foi pateado durante o Congresso da Crítica mas d que de imediato recbeu o apoio José Régio ou Adolfo Casais Monteiro.

Mas o futuro veio demonstrar que esses defensores da moral e dos bons costumes estavam errados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário