30 de novembro de 2012



Um alentejano que se preze tem que ter um churrião.
Só assim conseguirá dar resposta às suas tradicionais responsabilidades.
 
Um aspecto parcial da vasta assistência presente na sessão de lançamento e apresentação
do livro "MEMÓRIAS DO TEMPO DAS OUTRA SENHORA / ESTREMOZ-ALENTEJO".
Fotografia de Luís Mariano Guimarães.
 

Livro editado pela Colibri, da qual o autor tem exemplares à consignação que terá muito gosto em autografar. Pedidos através do endereço: hernanimatos@gmail.com
 
A vida é-nos oferecida
Nós fazemos dela, afinal
O que nos dá na real gana
Corremos atrás de um ideal
Que o coração inventa
Ora em marcha pachorrenta,
Ora numa louca gincana
Ou em devaneios perdida,
E assim se vive uma vida…

Nenhum comentário:

Postar um comentário